quinta-feira, 19 de abril de 2012

Namoro cristão: Calma ai princesa!


  Olá, mais um texto para a tag amor.

  Os que namoram ou já namoraram um dia sabem como é gostoso estar com o seu amor abraçadinho o tempo todo, como é bom trocar carícias, ficar naquela "babação" o dia todo não é mesmo?

  E quem namora ou já namorou também sabe que as vezes as carícias vão ficando mais intensas e é despertado aquele desejo, e aquele sentimento de "quero mais" não quer passar. Ai está o perigo para todo casal, pois de uma simples chama, por menor que seja, quando é alimentada pode se tornar um grande incêndio!

  Quando temos relações sexuais com alguém, nos tornamos um só corpo com ele, ou seja, adquirimos e também compartilhamos características nossas ao outro.

  Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne. 
Gênesis 2:24


  Vocês não sabem que os seus corpos são membros de Cristo? Tomarei eu os membros de Cristo e os unirei a uma prostituta? De modo nenhum!
Vocês não sabem que aquele que se une a uma prostituta é um corpo com ela? Pois, como está escrito: "Os dois serão uma só carne".
Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com ele.
Fujam da imoralidade sexual. Todos os outros pecados que alguém comete, fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo 
1 Coríntios 6:15-18



  Além de quando você faz sexo com alguém, mesmo que seja com o seu namorado do qual você ama e confia, vocês podem ter uma gravidez precoce e/ou indesejada, podem adquirir uma série de doenças, além de estarem pecando contra Deus pois não estão fazendo isso debaixo da benção dEle.

  Para que essa sua chama não se transforme em um incêndio incontrolável e vocês pequem é necessário estabelecer certos limites entre vocês. Estabelecer limites em sua relação física com seu namorado ou noivo não quer dizer que você não ama ele, mas sim uma verdadeira prova de amor a Deus e a ele, pois você não quer que os dois pequem e saiam da benção de Deus.

  Para evitar o incêndio, não fiquem se pegando feito doidos quando estão sozinhos, limitem-se a beijos leves, e não aqueles que até tiram o ar ( rs ), digo isso como um conselho e não como uma ordem, mas apenas um conselho para evitar que vocês caiam em fornicação.

  Já ouviu muitos testemunhos de mulheres cristãs que faziam de tudo com o noivo (ou namorado) menos o ato em si (se é que me entendem) e tinham um relacionamento cheio de brigas, e mágoas, mas depois que determinaram um sinal vermelho para os beijos e abraços a relação deles mudou da água pro vinho.

  Também conheço casais, que em todas as vezes que fornicavam brigavam feio poucos dias depois, além de admitirem sentir-se distante de Deus, mas depois quando estabeleceram limites em sua relação física se entendiam melhor e tinham mais comunhão com Deus.

  Você que namora ou está noiva e ainda não colocou limites na relação física ore a Deus e veja quando é para você colocar o sinal vermelho, e você que ainda não namora, grave isso em seu coração, pois será valioso pra você no futuro.

  Não fique preocupada se o seu namorado (ou namorada) não aceitar de primeira isso, ore para o Senhor tocar nele ( ou nela), e se ele não aceitar de jeito nenhum isso lembre-se que AMOR QUE NÃO PODE ESPERAR NÃO É AMOR, ter relação sexual com alguém quando se está debaixo da benção de Deus não é como a mídia divulga por ai, apenas aquela coisa carnal, mas sim um carinho, um ato de amor com o seu conjugue, e que isso nada mais é do que o fruto do amor dos dois, e se o seu namorado estiver apenas interessado na parte física, pule fora desse barco querida!


  Gostaram? Tem testemunhos sobre isso?  Deixe seu comentário.

  Deus abençoe!

3 comentários:

  1. Glória a Deus!! Tem que ser assim mesmo!!!

    ResponderExcluir
  2. E se o ponto de limite estabelecido for apenas os beijos de tirar o folego? eu minha namorada temos a cabeça muito no lugar, se "cosumarmos" cairemos feio diante de Deus... então não pensamos nisso. Mesmo assim, é errado os beijos de tirar o ar? rsrs
    Sr. MD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Não acho que os beijos de "tirar o ar" sejam ruins, pelo contrário (hehehe) mas como você disse temos que estabelecer limites para não cair. A questão abordada no texto é que esses beijões já levaram muitos casais que não souberam colocar os limites em pecado.

      Excluir