terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Resenha do livro O guardião de Nicholas Sparks


  Olá queridas, hoje a resenha é sobre o livro do Nicholas Sparks, eu já li outros dois livros dele e mais alguns filmes inspirados nos filmes e já tinha em minha mente que apesar de as histórias serem lindas eram sempre as mesmas basicamente, sempre um casal apaixonado que de alguma maneira não pode ficar junto e no final você chora, porém na semana passada decidi que precisava de mais um livro mas não sabia qual comprar, tenho que admitir que as capas sempre me chamam atenção (você pode perceber isso lendo esse post), e "arrisquei" e comprei O Guardião. 

  Esse livro é diferente dos demais, pois tem suspense em sua história. É claro que há tragédias e uma história de amor pois esse é o estilo do autor mas com o suspense a leitura fica bem agradável e não da vontade de parar de ler para saber o que acontecerá depois. 

  Nele, Julie sai de casa bem nova pois já não aguentava os vários namorados da mãe, sendo a gota da água quando um deles da em cima dela e ao contar para a mãe ela diz que Julie se insinuava para ele. Magoada e cansada ela vai viver nas ruas por alguns meses, até que conhece Jim, que arranja um emprego para ela no interior como cabeleireira, descobrem um grande e verdadeiro amor e se casam. Porém Jim fica doente e morre, Julie fica inconsolável, mas em uma noite solitária de Natal, 40 dias após a morte de Jim, alguém bate a porta e deixa para ela uma carta de seu falecido esposo e um presente, que não é nada menos do que um enorme cão dinamarques, para fazer companhia a ela e protege-la. 

  Os anos passam e Julie finalmente se sente pronta para seguir em frente, tem do seu lado Mabel, a dona do salão em que trabalhar, Mike o melhor amigo do seu falecido marido e agora seu melhor amigo e entre outros. Quando menos esperava Richard surge na vida de Julie, o sonho de qualquer mulher, engenheiro, lindo, romântico, educado...eles começam a sair e se conhecer, porém Julie percebe seus sentimentos por Mike,que sempre estivera do seu lado em todos os momentos, ela descobre que ele se tornou mais do que um amigo para ela. Porém entre Richar e Mike surge um ciúmes doentio e um deles mostra ser um maníaco que coloca não só a vida de Julie em perigo como a de todos em sua volta. 

  O livro inteiro é emocionante! Eu o "devorei" em 3 dias e adorei. O autor tem uma maneira diferente de escrever contando a visão de todos os personagens, como se fosse uma novela, a história vista pelos olhos de cada personagem. 

  Realmente legal. 

  Fica aqui minha indicação. 

Protetor solar



  Infelizmente nesses últimos dias estamos vivendo em São Paulo e em todo o Brasil recordes de temperaturas altas, o sol não está de brincadeira nesse verão, ele veio com tudo e não dá a mínima para as nossas reclamações e declarações de amor para o inverno. 

  Claro que tomar sol faz bem, nós absorvemos a tão falada vitamina D, que nos faz bem, porém a exposição execiva ao sol também trás uma série de malefícios, como câncer de pele, envelhecimento, queimaduras e insolação. 

  Boa parte dos brasileiros não tem como hábito usar o protetor solar, acham que ele apenas é necessário quando vamos a praia ou a picina. Se você pensa assim minha cara, você está muito enganada. Temos que usar o protetor solar diariamente para evitar todos os malefícios já citados a cima. Pode-se dizer que os negros tem uma genética melhor quanto aos riscos de pegar sol, porém o nível de raios uva e uvb estão tão altos que eles precisam tanto da proteção do protetor solar quanto qualquer outro tipo de pele, ou seja, não tem desculpa, todos nós precisamos passar protetor solar. 

  Além dessa falta de hábito também há o fato do alto preço dos protetores solar, já é difícil o brasileiro aceitar usar protetor no dia a dia, então quando finalmente ele fica convencido que deve usar ele vai a farmácia ou supermercado e se depara com os preços altos do protetor e logo volta a sua ideia original "eu não preciso disso, é só eu ficar mais tempo de casa, ou usar boné, com esse dinheiro da para comprar uma picanha". Pois é minha amiga, eu também adoro uma picanha, mas prefiro muito mais ter uma pele jovem, sem manchas, queimaduras e é claro não ter câncer de pele. 

  Câncer de pele não é algo como ganhar na loteria, que acontece apenas com raras pessoas, eu já conheci algumas pessoas que tiveram, e elas só tinham o costume de sair para caminhar de manhã sem usar o protetor, coisa inocente né? Mas devia ver as feridas no braço delas. Um famoso caso recente dessa doença é o ator que interpreta o Wolverine do X-men, que a alguns meses anunciou a imprensa que estava com câncer de pele no nariz. 

  Eu sou adpta ao uso diário do protetor, não, não sou rica para gastar tanto dinheiro com isso tampouco uma fanática, mas tenho a pele muito clara e poucos minutos ao sol sem protetor e eu já fico torrada literalmente, minha pele fica cheirando a queimado e minhas sardas do rosto aumentam. 

  Desde sempre eu usava o protetor solar da Nívea, fator 30 ou 60, um ótimo protetor, não te deixa ficar queimado o preço varia de 23 reais para cima, mas recentemente peguei uma promoção em uma perfumaria no centro de São Paulo que vinha uma caixa com um hidratante novo da Nívea
(que eu amei) e um protetor fator 30 e paguei apenas 23 reais nos dois. Apesar de ser o melhor protetor que eu considero não posso negar que tem aquele cheiro forte e que faz todo mundo saber que está usando e também deixa a pele oleosa e pegajosa. 

  Semana passada, um atendente da Lojas Americanas me indicou o protetor próprio da loja, fator 30 ele custava apenas 13 reais, comprei para experimentar com um pé atrás, por não conhecer a marca, enfim...estou usando ele e gostando, ele tem um cheiro bem mais ameno do que o da Nívea e não deixa a pele oleosa ou pegajosa, mas o ponto fraco é que assim que passa a sua pele fica branca, mas depois de pouco tempo desaparece, mesmo assim isso é um ponto muito inconveniente principalmente quando passo antes de ir embora do trabalho e fico toda branca, ou rosa. 

  Enfim, fiz esse post para alerta-los sobre o uso do protetor e também indicar as duas marcas que eu uso, sendo bem sincera falando dos pontos positivos ou negativos, também há uma infinidade de marcas disponíveis no mercado mas só posso falar das que eu já usei. Porém não importa a marca que você usa, o importante é se proteger todos os dias, lembre-se que não somos como as cobras que trocamos de pele, vamos te-la para o resto da vida, e aposto que você não quer ter uma pele velha e toda manchada. 

  Não vejo a hora desse calor infernal ir embora, mas enquanto isso não acontece vamos nos proteger e também cuidar do meio ambiente pois só está tão quente assim graças a todas as coisas ruins que fazemos degradando o meio ambiente, em um lado do mundo está um calor de derreter e do outro um frio congelante, vamos cuidar de nós e do nosso planeta! Simples ações do nosso dia a dia fazem a diferença sim.