segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Tem idade certa para namorar?


  Olá queridas! O post de hoje tem certa polêmica.

  Decidi escrever sobre isso após presenciar uma discussão sobre o assunto em um dos grupos no Facebook do qual participo, uma das meninas membras do grupo perguntou se era errado namorar com 12 anos, é claro que a pergunta teve centenas de respostas, de um lado meninas entre 15 e 16 anos que apoiavam e de outro meninas mais velhas depois dos 20 que diziam que não era legal.

  Você, que é pré-adolescente ou adolescente e está lendo esse texto, com certeza já deve ter ouvido de alguém que ainda é muito cedo para namorar e você achou um absurdo pois já é mais madura do que muitas meninas de sua idade, tem juízo e que não vai cair na conversa mole de qualquer menino galinha que aparece na sua frente, acertei?

  Ok, você pode ser madura, esperta e observadora para perceber quando o cara é uma furada, porém existe uma série de fatores que precisa conhecer antes de decidir namorar tão cedo.

  1° Você é jovem, não precisa de tanta responsabilidade que um namoro traz, mesmo ele não sendo um relacionamento tão sério;

  2° Você está na fase de curtir outras coisas, como passar o dia com amigas e fofocar o dia todo, fazer coisas bobas mas que gosta muito, como passar uma tarde no shopping, ir alguma festa ou conversar com meninos sem segundas intenções;

  3° Tem condições de sustentar um namoro financeiramente? Se não trabalha é bom não começar a namorar, pois pedir dinheiro para os pais para sair com o namorado é um absurdo, se quer ter atitudes de adulto você deve assumir certas responsabilidades que vem incluídas no pacote;

  4° Será que o outro menino também é maduro? Te da valor de verdade? Quer um relacionamento sério com você ou só um namorico de escola?

  5° Será que você gosta dele de verdade?

   Além dessas tem muitas outras inúmeras objeções que eu poderia colocar aqui, você que está lendo esse texto, por favor, não fique brava comigo, não estou te criticando apenas deixarei aqui minha opinião e experiência sobre isso.

  A verdade é que, uma menina com seus 12 ou 13 anos não precisa passar por um namoro tão cedo, a começar que a grande maioria não sabe nem o que é gostar de verdade, não tem seu próprio dinheiro para sair e nem um pingo de maturidade, pois é muito fácil com essa idade se deixar levar pelos hormonios, sentimentos e situações, não estou dizendo que se você de 12 anos começar a namorar vai engravidar cedo, estou dizendo que provavelmente você terá dezenas de decepções que poderiam ter sido evitadas.

  Uma coisa que eu não entendo nessa nova geração de meninas é que está na moda sofrer por amor, elas se apaixonam pelos meninos mais imaturos de toda a Terra e gostam de sofrer por ele!!! Eu não consigo entender isso, meninas novas de 15 anos chorando porque não tem namorado, ou algumas até querendo se matar por "amor", gente...o que é isso?

  Na vida há fases para tudo, com 12,13,14,15 anos o corpo não está nem formado totalmente, a menina está passando por um turbilhão de mudanças e está construindo o seu novo eu, um momento muito delicado e importante da vida, do qual não precisa de mais uma preocupação.

  Eu sei que para você que é mais nova é difícil de entender, mas quando estiver mais velha verá que poderia ter aproveitado muito mais a sua adolescência do que brincando de ser adulta, tudo tem o seu tempo!

  Como citei a pouco no texto, nessa idade é difícil não se deixar levar por algumas situações, ou seja, você ou seu namorado tem mais chances de trair, transar cedo demais, ou brigar a todo momento sem motivo.

  Transar cedo demais e ainda sem a devida orientação (médica e dos pais) traz muitas consequências, desde em seu caráter até em contrair doenças,pois nós jovens podemos citar pelo menos uma meia dúzia de amigos que fazem sexo sem camisinha e ultimamente os dados de jovens com Aids e outras doenças tem assustado, caso duvide, procure no google por "aumento de casos de Aids entre jovens".

  Não serei hipócrita, sou jovem e sei como é difícil se segurar para não beijar quando se está com vontade ou depois de beijar se segurar para não passar do "sinal vermelho", por isso o melhor a fazer é evitar sequer passar no "sinal verde", pois uma transa sem camisinha, uma primeira vez não planejada pode trazer muitas consequências, desde uma gravidez, doenças como também desperdiçar uma coisa tão especial sua com alguém que não tens nenhuma segurança de que estará com você por toda a vida (casamento), sem contar no peso espiritual que isso traz, pois na Bíblia o casamento é a própria relação e ela também diz que quando temos relação com alguém nos tornamos uma só com essa pessoa.

  Eu já fui pré adolescente e sei que quando decidimos algo é muito difícil de por causa de alguém mudar nossos planos, porém escrevo esse texto não como dizendo o que deve ou não fazer, mas sim a opinião de alguém mais velha que passou por essa fase, um alerta para que não sofra sem necessidade.

  Eu comecei a namorar cedo, com 18 anos e sempre digo que se não tivesse me apaixonado teria deixado para namorar bem mais tarde, só depois da faculdade, pois eu teria mais tempo para me dedicar exclusivamente aos estudos, pois no namoro temos que dividir o tempo com trabalho, casa, família, namorado, família do namorado e etc, e as vezes as coisas ficam muito corridas, não que eu não goste de namorar, realmente é muito bom estar com alguém que goste e já sonhar em construir nossa vida juntos, mas como já disse aqui, traz muitas responsabilidades que poderiam vir só depois.

  Se continua na dúvida se pode ou não namorar sendo menor do que 16 anos, pense no seguinte, você tem seu próprio dinheiro para sair (dinheiro da mesada não conta), tem maturidade sentimental suficiente para caso tenha uma decepção não entrar em depressão e está pronta para assumir as responsabilidades?

  Sobre o sexo antes do casamento existem vários versículos na Bíblia, mas dentro todos eles o que mais me chama atenção é:

  Marcos 8:6-8

  Mas desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher.
  Por isso o homem deixará seu pai e sua mãe (e se unirá a sua mulher);
  E os dois serão uma só carne. Assim, já não são mais dois, porém uma só carne.


  Na Bíblia o casamento consumado é o ato sexual, e ainda diz que nos tornamos uma só carne com o outro. Será que está pronto para tanta responsabilidade?

Ano novo: reflexões e desejos


  Estamos a poucos dias de 2015, e nesse época é comum fazer a lista de objetivos ou de desejos para o próximo ano. Eu, Danielle, sempre costumo fazer essas duas listas e no decorrer do ano vejo o que já consegui realizar e o que infelizmente deixarei para o próximo ano.

  Nessa época a maioria de nós fica mais sensível, e o que eu acho mais legal de celebrar a passagem do ano é a oração, sempre na virada do ano eu entrego a Deus tudo o que se passou, todas as mágoas e tristezas do ano velho e agradeço também por todas as coisas boas que aconteceu, meu coração fica tão alegre com a esperança de um novo ano que eu sempre choro no momento da virada.

  Algumas pessoas estão dizendo na internet que ter esperança que o próximo ano vai ser melhor é uma idiotice e que na verdade nada muda, porém sou contra essa opinião, para mim um novo ano significa um novo tempo, coisas novas e o certificado de que mais uma fase foi concluída com sucesso, pois afinal todos nós sempre passamos por problemas e passar para a virada de mais um ano para mim é como chegar na linha de chegada de uma corrida e saber que eu sou a vencedora, pois por maiores que tivessem sido os seus problemas durante o ano, você conseguiu suportar tudo.

  Tenho muitos objetivos para realizar em 2015, e como sei que eles não vão se realizar sozinhos, tenho orado por eles e também "mexido os meus pauzinhos", isso é essencial minhas queridas para realizar qualquer objetivo e sonho e as vezes temos que dar passos de fé, mas com prudência, claro, sem fazer maluquices que algumas pessoas se metem. Por exemplo, eu quero muito um bom emprego, tenho orado por isso e mandado alguns currículos, resolvi dar um passo de fé, e há dois meses sempre que vejo alguma roupa social com um bom preço eu compro pensando no meu novo emprego, isso para mim é um passo de fé, pois além de orar e procurar um novo emprego, já estou me preparando comprando roupas novas para usar lá.

  No ano de 2014 aprendi muitas lições sobre como lidar com relacionamentos, não só com o namorado, mas com as pessoas em geral, aprendi que conversar sempre é o melhor caminho para esclarecer todas as dúvidas e tentar melhorar alguma situação, aprendi que nem sempre as pessoas querem ouvir a verdade e que se eu sei que dar a minha opinião não vai mudar a atitude de determinada pessoa é melhor eu não dizer nada para não criar contenda, aprendi a ser mais agradecida e que as coisas boa só podem vir de Deus.

  Mas a coisa mais importante que aprendi em 2014 é ser grata, ter gratidão por ter as pessoas que tenho a minha volta, por ter saúde, enfim, por tudo, acredito que quando somos gratos por tudo o que nos acontece nossa vida fica mais colorida e as coisas começam a dar certo. Ser rabugento ou pessimista só nos traz amargura e tristeza, quando pensar em reclamar de algo em sua vida observe a vida de uma outra pessoa e veja a sorte que tem, pois não importa qual seja sua situação, sempre poderia ser algo pior.

  Por fim, agradeço a todas vocês que me acompanharam nesse ano, por todos os e-mails, mensagens no Face, e visitas no blog, desejo a vocês um ótimo ano novo e que Deus esteja sempre em seus pensamentos.

  Feliz Ano Novo!

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Série policial Ripper Street


  Ripper Street é uma série de televisão inicialmente transmitida pela BBC One, gravada na Inglaterra e com início em Dezembro de 2012. As primeiras duas temporadas foram transmitidas pela BBC One e a terceira pela Amazon.

  A história se passa em 1889, em Whitechapel, Londres, seis meses depois do caso conhecido pelo Jack Estripador, assombrados por esse caso e com medo de sua volta, acompanhamos os casos policias da divisão H, comandada pelo Detetive Edmund Reid, interpretado por Matther Macfadyen (o sr. Darcy de Orgulho e Preconceito).

  Comecei a assistir a série pois fiquei apaixonada pelo sr. Darcy e não resisti a ela ao saber que também tinha a história passada na Inglaterra e no século passado, e não me arrependi.

  Além do Detetive Reid, também há o sargento Bennet, vivido por Jeromy Flynn e o médico Jackson, interpredado por Adam Rothenberg. Esse trio nem sempre, ou quer dizer, na maioria das vezes não é perfeito e se metem em muitos problemas, não só da vida policial mas também pessoal, e cada capítulo da série é recheado de ação para resolver os casos e também os conflitos da vida pessoal de cada personagem.

  Edmund Reid é um homem conhecido por seu bom caráter e integridade, tenta sempre resolver as coisas da melhor maneira possível e ajudar as pessoas, porém em sua vida pessoal vive o drama e a culpa de ter pedido sua filha num acidente e problemas com sua esposa, da qual mau tem contato após a morte da filha. Reid tem alguns amores fora do casamento, mas eu, Danielle, torço para ele se reconciliar com sua esposa, mesmo ela sendo uma chata sem graça e mau agradecida, por que não sei qual mulher em seu juízo perfeito dispensaria um Reid de sua vida (hehehe).

  Sargento Bennet é um homem durão, literalmente, serviu ao exército e é o homem que "põe a mão na massa" na divisão H, ou seja, é ele quem bate nos assassinos e quem mais ele tenha vontade, é o braço direito de Reid. Em sua vida pessoal vive muitos conflitos em sua vida amorosa.

  Jackson é um médico cirurgião que começa a trabalha com Reid examinando os cadáveres, mas aos poucos demonstra ser alguém de muitos segredos, mas que aos poucos são revelados. Na trama, Jackson é casado com a maravilhosa sra. Susan, interpretada por MyAnna Buring (que estava no elenco de Crepúsculo), os dois vivem brigando, mas se amam de verdade, porém seus conflitos em sua maioria é causado por dinheiro, pois a sra. Susan comanda um bordel do qual a fez se endividar e tornar-se devedora para um homem cruel.

  Além desses três protagonistas tem vários outros personagens seculares com tramas bem interessantes, como alguns policiais ou as meninas que trabalham no bordel.

  Para os cristãos que estão lendo esse texto e se sintam alarmados por eu falar em bordel e etc, peço para que vocês tentem interpretas as meninas como individuas, conhecer o porque elas foram ter esse tipo de "trabalho" e conhecer o eu delas, digo isso pois é comum receber criticas de alguns cristãos mais alarmados com alguns temas abordados no blog, porém uma coisa que aprendi com a bíblia e com a psicologia é que Deus é amor e temos que conhecer as pessoas em amor, tentar entender o porque de suas ações sem pré julga-las, separar isso do que você tem como certo e errado e tentar ver somente a pessoa como indivíduo.

  Enfim, estou adorando a série e recomendo a vocês. Deixo abaixo mais algumas fotos.






terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Progressiva Natural com leite e maizena

  Olá, meninas!

  Como prometido mais cedo, mostro a vocês o passo a passo e o resultado da escova natural, feita com leite e maizena.

  Ontem eu estava assistindo alguns vídeos no youtube e por acaso acabei encontrando muitos vídeos falando sobre o assunto, também pesquisei na internet por "progressiva de leite e maizena" e achei milhares de resultados, todos eles dizendo coisas boas sobre a experiência.

  Quem acompanha o blog sabe que tenho tentado ao máximo fugir das químicas fortes no cabelo, e parece que finalmente achei algo bom e que me livrará daquela progressiva que agride tanto o cabelo.

  Antes de apresentar o passo a passo, ressalto que pelo o que eu vi de testemunhos pela internet o resultado desse processo é gradativo e depende de cada tipo de cabelo, no meu já na primeira vez deu um ótimo resultado, mas dizem que cada vez que se passa a "mistura" no cabelo o efeito fica melhor. Não sou nenhuma especialista em cabelo, mas acredito que em mim o efeito foi ótimo desde a primeira vez pois meus fios são finos.

  A "progressiva" dura apenas uma semana, mas pode fazer o processo toda semana pois é usado produtos "naturais" ou você pode fazer quando tem algum compromisso e o cabelo está o ó.

  Fiquei muito satisfeita com o resultado porque o Natal é essa semana e queria estar com o cabelo bonito para rever a família e para minha alegria (e do namorado) essa experiência não deixou a desejar.

  Para fazer a progressiva você precisará de:

  - 100ml de leite integral

  - 2 colheres de sopa de maizena

  -> Em um copo misture as duas colheres de maizena até diluir, não deixe grudar no fundo do copo o conteúdo, o resultado vai ser um leite um pouco mais consistente do que antes.

  -> Divida o cabelo como preferir, eu prefiro repartir em quatro partes.

  -> Umedeça os fios, mecha por mecha, e as vezes penteie devagar com cuidado para manter os fios esticados, penteie devagar pois o seu cabelo vai ficar um pouco duro, por isso não pode demorar para passar.

  -> Calma, o seu cabelo vai ficar realmente duro, não se assuste.

  -> Espere uma hora, sempre tentando manter os fios esticados.

  -> Lave normalmente com shampoo e condicionador (ou com creme de hidratação).

  -> Para desembaraçar use creme para pentear e depois é só deixar secar naturalmente ou seque com o secador como você costuma fazer.

  Se o seu cabelo for cacheado ele não ficará liso fazendo isso, mas vai reduzir muuuuuuuito o volume, deixar macio e hidratado.

  Quando for fazer a "progressiva", faça no banheiro e coloque uma toalha sob a pia, porque realmente faz muita sujeira.

  Vejam o antes (do qual estou com a blusa rosa) e o depois. Reparem que o meu cabelo ficou maior pois em baixo a minha raiz estava muito cacheada, e após passar a mistura minha raiz ficou lisa.

Depois de passar as misturas as pontas do meu cabelo ficaram mais claras pois é parte do cabelo que ainda está com tinta no tempo que eu estava loira, repare que só a pontinha do cabelo ficou mais clara. 
Desculpem a qualidade da foto pois tirei com a câmera frontal do celular e todos sabem que essas câmeras não são muito boas...

  Daqui algumas semanas posto aqui como meu cabelo ficou dando continuidade a passar essa mistura.

  No final do post você poderá assistir o mesmo vídeo que eu vi para aprender, no youtube eu vi alguns outros que as pessoas ferviam a mistura ou até que acrescentavam mais ingredientes, mas eu preferi seguir o vídeo abaixo pois mesmo sendo conteúdos "naturais", eu fiquei com medo de passar açúcar ou de ferver a mistura e dar algum efeito nos componentes, talvez posso estar errada em achar isso mas como mais uma vez ressalto que não sou nenhuma especialista resolvi não arriscar tanto em confiar nessas receitas caseiras.

  Segundo a minha mãe, antigamente as mulheres só alisavam o cabelo dessa maneira, e outro ponto a favor de passar essa mistura é que qualquer um pode fazer, criança e até gestantes,lembro que não vai fazer milagre no seu cabelo se ele for crespo e você querer ficar com cabelo de japonesa, mas vai diminuir bastante o volume e deixar macio, porém lembro que nada melhor do que ir a um cabeleireiro de confiança, com estudos para cuidar dos seus fios pois na mulher um cabelo bonito faz MUITA diferença, porém se você está sem dinheiro para deixar o cabelo bonito para as festas de fim de ano ou como eu está querendo diminuir a química em seu cabelo mas ele não "colabora" essa solução pode ser uma mão na roda para te ajudar a cuidar dos fios.


  Atenção queridas leitoras, para quem ainda não sabe, eu criei um perfil do blog no Facebook, onde sempre atualizo e converso com vocês, se você gosta do blog e quer se manter atualizada de todas as novidades, então me adicione no Facebook clicando aqui.


Novidades

  Olá, queridas!

  Hoje vou testar a tal da progressiva natural feita com leite e maizena, mais tarde posto aqui no blog o resultado para vocês.

  Só para lembrar, tem a pagina oficial do blog no facebook chamado Cortando as Tranças e para quem quiser me conhecer mais, estou no twitter como @danipfernandes.

  Mais tarde posto aqui além do resultado da progressiva natural, também a roupa que usarei no Natal e a unha, além de preparar um post especial de Natal.

  Até mais tarde!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Orgulho e Preconceito de Jane Austen


  Como prometido, nesse post vou falar sobre meu novo livro favorito, o Pride and Prejudice, em português Orgulho e Preconceito, escrito por Jane Austen, uma importante romancista, falarei mais dela em um próximo post.

  O livro conta a história de cinco irmãs, cujo o sonho é casar. Logo no início do filme é possível notar que é esse o tema, o livro conta um pouco sobre a trajetória de casa irmã, mas a história principal é de Elisabeth e o orgulhoso Sr. Darcy.

  Na verdade, Lizzie também é orgulhosa, logo após conhecer sr. Darcy ela escuta-o dizendo ao sr. Bingley que ela não era de seu interesse, magoada com isso ela acaba por só enxergar o pior dele, mas com o passar da história descobre que sua visão sobre ele estava errada.

  O mesmo acontece com o Sr. Darcy, aprendera desde criança sobre a importância de estar na alta sociedade e ter seus pré conceitos formados, torna-se um homem arrogante e que acha que conhece todas as ações das pessoas, fazendo com que tome atitudes errôneas, mas que acaba por concerta-las por amor a Lizzy, essa por sua vez é pega de surpresa pois esperava que sr. Darcy nunca fosse capaz de ter sentimentos e atitudes dignas de louvor.

  Nos é apresentado uma história com um cenário maravilhoso e de contos de fadas, com pessoas humanas, ou seja que tem defeitos e conflitos, mas que mesmo assim é uma história apaixonante.

  O livro foi publicado em 1813, ou seja, tem uma linguagem bem diferente do dia de hoje, mas admito que é maravilhoso imaginar aquele "mundo antigo" e seus costumes, e dá até uma dor no coração por desejar ter vivido naquele tempo, onde os homens eram galanteadores, havia muita cortesia, bem, tudo muito diferente do que é hoje em dia, nos faz pensar em nossos valores e como as coisas mudaram, claro que naquele tempo nem tudo era perfeito, como o preconceito vivido entre as classes sociais, o preconceito com as mulheres, disputas por heranças e casamentos como acordos por dinheiro.

  É interessante ver como naquela época a mulher era vista, e como ela via a sua perspectiva de vida, que resumidamente era o casamento, a mulher só preocupava com as coisas de casa, passeios, visitar amigos de outras cidades por algumas semanas, cuidar da casa e só, e também o preconceito quanto as mulheres, por elas sempre terem de ser educadas, saber dançar, cantar e tocar piano, a preocupação de uma família mais pobre em casar suas filhas e ter condições de pagar o dote delas, o fato das mulheres não poderem receber a herança, drama que é vivido pela família Bennet que quando o pai das meninas morrer terá sua herança passada ao único homem da família, o esquisito primo Collins.

  Há a adaptação do livro para os cinemas, que segue fielmente o livro na maior parte do tempo, sendo o pedido de casamento em lugar diferente do que a história escrita por Jane, e alguns momentos que aconteceram depois que o sr. Bennet da a permissão para o casamento.

  O filme conta com um elenco de peso (referindo-me a versão de 2005), como a linda  Keira Knightley (Elisabeth Bennet), o maravilhoso, lindo,cheiroso Matthew Macfadyen (sr. Darcy), Rosamund Pike (Jane), o lindo e engraçado Simon Woods (sr. Bingley), Donald Sutherland (sr. Bennet) que para quem não sabe tem filmado os filmes do Jogos Vorazes, entre outros atores.

  Confira abaixo algumas fotos do filme.

As irmãs Bennet
Elizabeth conversando com Jane sobre o Sr. Darcy


As meninas vendo pela primeira vez os novos visitantes da cidade

O adorável sr. Bingley

Sr. Darcy e Lizzy no baile

Sr. Darcy mesmo emburrado é lindo

A cena mais linda do filme na minha opinião

  Essa é a versão do filme de 2005, mas existem muuuuitas outras versões famosas, a que está disponível no Netflix é essa das fotos, mas na internet é possível encontrar as outras versões antigas. 

  Além do filme também há a série Lost in Austen, mas essa falarei em um post separado pois ela também conquistou uma parte do meu coração, pois a personagem principal Amanda Price vive o sonho de todas as fãs de Jane Austen, ficar presa no mundo de Orgulho e Preconceito. 

  Comprei o livro, edição de luxo bilingue e com a capa do filme pelo site da Submarino por apenas R$13,00, sendo que o mesmo livro na loja física da Saraiva estava R$39,90. No Submarino ainda tem um box a venda com um preço bem bacana com 4 livros da Jane Austen. Vale a pena, é uma leitura muito diferente dos livros da moda e você não irá se arrepender. 

  Já aviso a vocês leitoras que verão muitos outros post falando sobre a Jane Austen, então preparem-se! 

Atualizações e um pouco de Dani Fernandes


  Olá meninas, pouco mais de um mês sem postar nada cá estou eu novamente.

  Antes de escrever um post novo, devo justificar a minha ausência e contar o que estive fazendo nessas últimas semanas.

  Para começar, no mês passado tive que fazer uma cirurgia o que me deixou um pouco indisposta, e semana passada para minha surpresa tive que refazer a cirurgia, tudo isso junto com trabalho, provas finais na faculdade e é claro, os problemas de sempre, afinal quem não tem problemas na vida?

  Nesse tempo que estive indisposta para ficar no computador (minhas costas doía muito por causa da cirurgia), eu conheci e me apaixonei pela romancista Jane Austen, OK...para quem a conhece deve estar se perguntando como eu não conhecia essa escritora maravilhosa, pois é...eu não sei como nunca tinha lido nenhum de seus livros antes.

  Para falar a verdade, eu me interessei pelo livro Orgulho e Preconceito quando o vi na Saraiva, mas achei que o preço estava muito salgado e sempre deixava para comprar depois, em uma dessas noites de repouso vi que tinha o filme do livro no Netflix e me apaixonei, já li o livro, comprei a edição de luxo no Submarino, aproveitando uma promoção no valor de 13 reais (muito mais barato que na loja física da Saraiva), já assisti a série Lost In Austen e outros filmes baseados na obra de Jane Austen, mas mais tarde compartilharei aqui com vocês sobre essa minha experiência e nova paixão.

  Apesar de ter estado ausente por aqui nos últimos dias eu continuo no Instagram como @DaniPFernandes e no Twitter com o mesmo nome, e tenho visto as novas curtidas da página do blog no Face, mas não é novidade para quem me acompanha que não sou fã de usar páginas no Face, mas sempre que postar prometo atualizar lá a informação, portanto se você ainda não curtiu, procure no Facebook Cortando as Tranças e fique sempre atualizado.

  Esse tempo afastada do blog me fez bem quando o quesito se trata de vida espiritual. Tenho aprendido novas coisas com a Bíblia e acho que estou conseguindo melhorar alguns aspectos em meu caráter que precisavam ser corrigidos, pois quando conhecemos a Bíblia e somos muito jovens é diferente de quando nos tornamos adultos, conhecemos novas experiências e amadurecemos, confesso que me perdi um pouco e sentia falta daquela menininha que um dia eu fui, nesse tempo que fiquei afastada do blog busquei com todas as minhas forças voltar a ser aquela menina que tanto alegrava ao Senhor, pois com todas essas mudanças de amadurecer, trabalhar e responsabilidades acabei tomando as rédeas da minha vida e tudo desandou, me tornei uma mulher sem paciência e brigona, mas aos poucos estou conseguindo voltar a ser aquela mulher que Deus aprova, aquela que não destrói  mas edifica, que tem um espírito calmo.

  Estou me preparando para fazer o último exame na faculdade hoje, e assim que terminar escreverei aqui sobre minha nova paixão chamada Jane Austen e tudo o que envolve ela e também sobre como voltei aos caminhos do Senhor tentando ser uma mulher que agrade a Ele, e claro, tudo com os versículos bíblicos de onde aprendi a como voltar para esse caminho, pois acho que quando falamos de ensinamentos de Deus temos que ter uma base bíblica.

  Ah, também falarei aqui sobre um aplicativo chamado Wattpad onde você pode ler vários livros e escrever também, e confesso que estou amando.

  Por enquanto deixo com vocês um Salmo que me impactou muito nos últimos dias.

  Salmo 32


1 Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto.
2 Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não atribui iniqüidade e em cujo espírito não há dolo.
3 Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia.
4 Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio.
5 Confessei-te o meu pecado e a minha iniqüidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniqüidade do meu pecado.
6 Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão.
7 Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento.
8 Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho.
9 Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem.
10 Muito sofrimento terá de curtir o ímpio, mas o que confia no SENHOR, a misericórdia o assistirá.
11 Alegrai-vos no SENHOR e regozijai-vos, ó justos; exultai, vós todos que sois retos de coração.