segunda-feira, 9 de julho de 2018

Coração de gelo, não se torne aquilo que te feriu.


  Amadas, o post de hoje trata de um assunto muito delicado, que são os traumas vividos em nossa vida sentimental. Nos dias de hoje vivemos uma ditadura do desapego, quem demonstra sentimentos é visto como fraco, inocente ou ainda bobo, e nessa competição vence aquele que se importa menos.

  Vivemos o fenômeno do amor líquido, onde as pessoas obtém aquilo que necessitam naquele momento e depois descartam a pessoa como se nada fosse, literalmente uma relação de consumo. Parece até que nos dias de hoje é mais importante passar determinada imagem nas redes sociais do que de fato ter uma relação saudável. Você que está lendo esse texto provavelmente conhece alguém com uma história assim, ou até mesmo já passou por essa situação.

  As pessoas iludem a si mesmas e ao próximo, fingindo querer uma coisa que não querem de verdade, dizendo coisas que não sentem, e manipulando situações apenas para ter aquele prazer que deseja no momento, e quando tal vontade é saciada, elas parecem se transformar em outra pessoa e batem em retirada. Quem fica normalmente não entende o que aconteceu, como pode tal pessoa mudar da noite para o dia, e todas aquelas conversas que tivemos? Promessas? Ele não disse que gostava de mim e que era diferente?

  A verdade é que nessas relações rasas, de aparências e por interesse tão comuns nos dias de hoje não há vencedor, os dois perdem, pois aquele que ilude, engana a si mesmo e não há nada pior do que isso. Quando falo acima sobre relações por interesse não me refiro a apenas a dinheiro ou sexo, mas também a imagem, status, carência pura, entre outras coisas, tudo aquilo que foge do sentimento verdadeiro e simples.

  Inúmeras são as histórias de pessoas que acreditaram em uma relação, deram o seu melhor até que o parceiro sem motivo mostra-se outra pessoa, o tal do amor se vai repentinamente, e quem fica se pergunta o que foi que aconteceu, se sente usado, solitário e rejeitado. A impressão que fica é que nunca uma relação irá dar certo, principalmente após sofrer uma grande decepção, quando achamos que nunca iremos superar tal dor.

  Então, por auto defesa endurecemos nosso coração, adotamos os conselhos dos amigos do "pega mas não se apega", não deixamos os sentimentos subirem ao coração, e apesar até de se envolver com outra pessoa, tratamos-a como algo descartável, do tipo que ao ameaçar dar o primeiro problema nós o descartamos e adquirimos um produto novo, e assim esse ciclo se propaga, e de ferido passa a ferir.

  Após sofrer uma grande decepção amorosa é muito difícil você perdoar e não deixar que os traumas e mágoas cheguem ao seu coração, por isso que muitas pessoas aconselham após um término de relacionamento você viver o período de luto e dar um tempo para si mesma, ninguém é de ferro, todos passamos por dificuldades e precisamos nos reorganizar para poder seguir em frente.

  Por um longo tempo eu fiquei com um coração de gelo, descrente das relações, abismada com a podridão das relações que vi por ai, quanto mais refletia sobre o assunto mais desanimada eu ficava, até que após um longo período de muita reflexão e auto conhecimento percebi que não é errado confiar nas pessoas, não é errado demonstrar afeto, não é errado amar e tratar o outro bem. Você não é burro por demonstrar afeto, por acreditar na relação, bobo mesmo é quem desperdiça a oportunidade de ter algo real e concreto em busca de prazeres momentâneos.

  Hoje vivemos uma inversão de valores, onde é mais valorizado a aparência, uma foto de casal bonita no Instagram ou a imagem de alguém intocável do que uma relação de amor verdadeira, com propósito, e é por isso que muitos jovens tem se perdido e adoecido emocionalmente.

  É realmente difícil não se tornar aquilo que te feriu, ficamos magoados e não queremos sentir tal dor novamente, mas machucar, enganar, manipular e usar outras pessoas não irá fazer com que essa dor saia do seu coração, o que te cura é o perdão, é seguir em frente sem olhar para trás, lembrar da ferida e perceber que ela não dói mais, é usar aquela situação que tanto te machucou para ajudar outras pessoas a se curarem através do seu exemplo.

  Nossa vida sentimental é muito importante para que todos os outros aspectos da nossa vida fluam bem, e a Bíblia nos ensina a cuidar dessa área.

  "Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes de vida." Provérbios 4:23

  Deixe o passado para trás, siga em frente sem olhar para trás.

  "Os teus olhos olhem para a frente, e as tuas pálpebras olhem direto diante de ti. Pondera as veredas dos teus pés e todos os teus caminhos sejam bem ordenados!" Provérbios 4:26-26

  Não desista de você, não desista do amor.



A volta do Cortando as Tranças

  Olha só quem apareceu por aqui! Eu mesma! Hehehehe.

  Foram cerca de seis meses longe do blog, confesso que senti saudades, porém eu precisava desse tempo longe para me reestruturar e dar prioridade para outras áreas da minha vida que precisavam de atenção.

  Ao ler alguns testemunhos que recebo sobre textos do blog o meu ânimo se renova para não parar com esses trabalho, pois se Deus tocar uma vida, o tempo investido para escrever aqui já terá valido a pena.

  Passado esse longo "inverno" fora, comunico vocês que estou de volta!

  Há alguns momentos da vida que passamos por mudanças importantes, das quais somos obrigados a reavaliar o que queremos para nosso futuro, o que desejamos manter no presente e quem nós nos tornamos. O tempo pode ser nosso aliado ou inimigo, e nossas escolhas do presente irão determinar se ele será ao nosso favor ou contra, e foi em meio a essas escolhas que estive envolvida nos últimos meses.

  Esse ano começou de um jeito bem difícil para mim, logo nos primeiros dias do ano presenciei o suicídio de uma pessoa que era muito querida por mim e pela família, foi algo terrível de se ver, fiquei dias sem conseguir dormir, sentindo medo de algo que eu nem sabia o que era, mas me ensinou a valorizar mais as pessoas que estão próximas a mim, e a trata-las com mais amor, pois não sabemos o que se passa no interior de cada pessoa. As vezes a pessoa veste todos os dias a máscara de alguém feliz, e quando menos se espera ela encerra com a própria vida, por isso é preciso trabalhar nossa sensibilidade e empatia para ser mais gentil com nosso próximo.

  Logo após essa perda, perdi outras duas pessoas muito queridas, todas de maneira abrupta, o ano mal havia começado e já estava muito difícil, e assim ele tem se mantido, uma desafio atrás do outro, 2018 sem dúvidas tem sido um ano de luta, e diante de tantos desafios eu tive que tomar algumas decisões que mudaram a minha vida completamente, felizmente de maneira positiva.

  Passado as turbulências mais difíceis decidi voltar com o blog, não me comprometo a postar todos os dias, mas sempre que possível e debaixo da benção de Deus pretendo escrever aqui.

  A você leitor, espero que encontre algum acalento ao passar por aqui e que o Senhor fale contigo da maneira que Ele deseja.

  Nos vemos em breve.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Estão roubando o seu tempo com Deus


  Olá, queridas!

  Quem acompanha o blog sabe que divido com vocês coisas que eu aprendo no dia a dia, e a palavra de hoje trás algo que tenho vivido e aprendido nos últimos dias.

  É de conhecimento geral que o Inimigo quer nos destruir e afastar de Deus, porém com nossos afazeres cotidianos acabamos por não dar tanta atenção a isso e achamos que Satanás apenas tenta nos destruir com "coisas grandes", quando na verdade devemos estar atento as pequenas coisas do dia a dia pois essas são as mais perigosas, e que a longo prazo nos levam a destruição.

  O comum é darmos mais atenção as tentações sexuais, palavrões, sensualidade, mentiras grandiosas, porém Satanás também utiliza de artimanhas para roubar o nosso tempo com Deus e muitas vezes ficamos presas nessas armadilhas sem nos dar conta.

 Estou de férias no trabalho, e esperei muito por esse momento para ler mais a Bíblia, orar, me aproximar dos meus amigos, tentar ajudar pessoas, escrever no blog, mas alguns dias se passaram e o que eu fiz? Nada. Sempre deixava as coisas de Deus para mais tarde, e as horas passavam e eu protelava ainda mais. Ontem decidi que seria o dia, fiz uma lista de coisas que queria fazer e uma lista de motivos de oração, logo fui tomada por um desânimo, tristeza e comecei a me distrair com WhatsApp e filmes.

 Hoje pela manhã quando acordei e orei percebi que aquele peso e desânimo que estava sentindo ontem não eram meus, pois afinal, estou de férias, está tudo bem comigo e minha família, porque ficaria desanimada? Decidi pegar a lista de oração que eu havia feito ontem e orei por cada motivo e por cada pessoa que escrevi nela, e claro, orei por mim também e pedi para Deus tirar de mim aquele peso que estava sentindo.

  E assim fui ministrada.

  Percebi que o inimigo usa dessas artimanhas para roubar o nosso tempo com Deus,e quanto menos nos dedicamos a Ele, mais distantes ficamos de Sua presença e aí irmã, você já sabe, para ir ladeira a baixo é muito fácil.

"O ladrão não vem se não a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância." João 10:10

 Lembre-se disso, o inimigo vem para matar, roubar e destruir, esse é o seu objetivo, portanto não vai medir esforços e usará suas melhores estratégias para isso. Numa guerra o inimigo que se faz notável ou ataca de uma maneira óbvia logo é derrotado, e o mesmo acontece em nossas vidas, o Inimigo poderá não aparecer na sua frente com chifres e um rabo, provavelmente virá "fantasiado" em Whatsapp, caras bonitos, vícios, dinheiro fácil, sono, desânimo, uma tristeza que não é sua, entre outras coisas comuns do cotidiano.

  Realmente a vezes é difícil perceber que está sendo roubada, porém há algumas estratégias eu uso e você pode adota-las.

1- ORAÇÃO

  Ok, esse é óbvio, porém quando estamos sendo roubados não percebemos que essa situação pode ser transformada através da oração, acabamos colocando outras coisas na frente, mas a oração deve estar no topo da sua lista. É algo tão simples que parece que não vai funcionar, mas dá certo sim. Vamos tentar?

  Senhor, por favor me ajude a administrar o meu tempo de acordo com a sua vontade. Tira de mim todo sentimento que não é meu e me encha com a tua presença e amor. 

2- FAÇA LISTAS

  Listas parecem ser chatas, mas quando você aprende e se acostuma a usa-las você vira uma grande fã. Fazer listas sobre o que tem de ser feito ajuda a planejar melhor o dia e a não esquecer das coisas importantes. Eu faço listas e distribuo os afazeres em uma agenda, assim sempre me lembro de fazer as coisas importantes e aproveito melhor o tempo.

3- DIMINUA O USO DAS REDES SOCIAIS

  Já parou para observar o tempo que gasta com o uso das redes sociais? Eu adoro, principalmente o Instagram, mas quando você acaba por passar mais tempo com elas do que em outras coisas mais importantes elas se tornam um problema na sua vida, e um grande roubo de tempo.

 Acredito que parte desse vício de usar as redes sociais é causado por problemas de insegurança, depressão, muitas das vezes combinado pela necessidade de mostrar o quanto está bem e feliz às outras pessoas. Não estou querendo dizer que não podemos usar as mídias sociais, podemos sim! Eu mesma adoro, porém quando não fazemos isso com equilíbrio significa que algo está errado. Avalie a si mesma e tente viver mais no mundo real.

4- FAÇA COISAS QUE TE RELAXEM

  O estresse é um problema, nos deixa de mau humor, cansados, por isso investir tempo consigo mesma com sono de qualidade, boa alimentação, exercícios físicos e cuidados é um ótimo investimento e te ajuda a ficar mais disposta para enfrentar outras atividades de modo mais tranquilo.

  Essas são as estratégias mais importantes que eu uso, porém lembre-se sempre que a oração é a base de todas elas, sempre comece com ela, e todas as outras coisas ficarão mais fáceis.

 Abra os olhos e não permita que o inimigo continue roubando o seu tempo com Deus.

domingo, 7 de janeiro de 2018

Dica de viagem: Paraty -parte 2 ( Pousada Estrela do Mar Paraty )

 Olá!

 Hoje compartilho com vocês a pousada muito bonita que me hospedei em Paraty. Não costumo divulgar o nome dos lugares onde me hospedo, mas essa merece destaque.



 A pousada dispõe de um bom número de quartos, mas apesar disso ainda podemos contar com calmaria e privacidade.

 Até o momento foi o local que mais gostei de ficar em minhas viagens, os funcionários são educados, tudo muito lindo, limpo e com detalhes que encantam.

 Segue mais algumas fotos que tirei para mostrar a vocês.







 Para ajudar, ela fica localizada a poucos metrôs da praia do Jabaquara, basta seguir reto pela rua que em 3 minutos já está com o pé na areia.

 Para saber mais sobre valores e reservas acesse o site:

http://www.estreladomarparaty.com.br/

 Não estou ganhando nada por isso, mas decidi compartilhar pois já fiquei em lugares mais caros pensando que iria ser ótimo a estadia e me arrependi, porém a qualidade da Pousada Estrela do Mar Paraty merece ser divulgada.





domingo, 3 de dezembro de 2017

Não tenho mais esperança


  Quantas vezes sentimos que estamos em um beco sem saída? Lutamos, perseveramos mas nada parece mudar.

   É fácil permanecer firme nos caminhos do Senhor quando tudo vai bem, mas e quando o seu deserto demora para chegar ao fim?

  Noemi fora abençoada por Deus, porém após a morte do marido e seus filhos começou a pensar que Deus já não estava mais tão próximo dela.

  "Morreu Elimeleque, marido de Noemi, e ela ficou sozinha, com seus dois filhos.
Eles se casaram com mulheres moabitas, uma chamada Orfa e a outra Rute. Depois de terem morado lá por quase dez anos,
morreram também Malom e Quiliom, e Noemi ficou sozinha, sem os dois filhos e o seu marido.
Quando Noemi soube em Moabe que o Senhor viera em auxílio do seu povo, dando-lhe alimento, decidiu voltar com suas duas noras para a sua terra.
Assim ela, com as duas noras, partiu do lugar onde tinha morado. Enquanto voltavam para a terra de Judá,
Noemi disse às duas noras: "Vão! Voltem para a casa de suas mães! Que o Senhor seja leal com vocês, como vocês foram leais com os falecidos e comigo.
O Senhor conceda que cada uma de vocês encontre segurança no lar doutro marido". Então deu-lhes beijos de despedida. Mas elas começaram a chorar bem alto
e lhe disseram: "Não! Voltaremos com você para junto de seu povo! "
Disse, porém, Noemi: "Voltem, minhas filhas! Por que viriam comigo? Poderia eu ainda ter filhos, que viessem a ser seus maridos?
Voltem, minhas filhas! Vão! Estou velha demais para ter outro marido. E mesmo que eu pensasse que ainda há esperança para mim — ainda que eu me casasse esta noite e depois desse à luz filhos,
iriam vocês esperar até que eles crescessem? Ficariam sem se casar à espera deles? De jeito nenhum minhas filhas! Para mim é mais amargo do que para vocês, pois a mão do Senhor voltou-se contra mim! "
Rute 1:3-13

 Podemos ver que Noemi já não tinha mais esperança, achava que Deus se voltou contra ela, e que ter outro marido e filhos seria algo quase impossível, porém nota-se que apesar de desesperançosa ao seu respeito,ela ainda cria que Deus poderia abençoar as noras, ainda havia uma pontinha de esperança dentro dela.

  Rute e Noemi partem para Belém, e quando questionada, Noemi, que tem como significado "agradável", estava tão desesperançosa que pediu para chamarem-a de Mara, que por sua vez significa "amarga".

Prosseguiram, pois, as duas até Belém. Ali chegando, todo o povoado ficou alvoroçado por causa delas. "Será que é Noemi? ", perguntavam as mulheres.
Mas ela respondeu: "Não me chamem Noemi, chamem-me Mara, pois o Todo-poderoso tornou minha vida muito amarga!
Rute 1:19,20

 Ela cria que estava marcada para passar o resto da vida sozinha, porém no final do livro de Rute, vemos que o Senhor mudou a situação.

Boaz casou-se com Rute, e ela se tornou sua mulher. Boaz a possuiu, e o Senhor concedeu que ela engravidasse e desse à luz um filho.
As mulheres disseram a Noemi: "Louvado seja o Senhor, que hoje não a deixou sem resgatador! Que o seu nome seja celebrado em Israel!
O menino lhe dará nova vida e a sustentará na velhice, pois é filho da sua nora, que a ama e que lhe é melhor do que sete filhos! "
Noemi pôs o menino no colo, e passou a cuidar dele.
As mulheres da vizinhança celebraram o seu nome e disseram: "Noemi tem um filho! " e lhe deram o nome de Obede. Este foi o pai de Jessé, pai de Davi.
Rute 4:13-17

  Noemi já não estava mais sozinha, apesar de ter perdido tudo, ela teve uma família novamente. O que parecia impossível para ela, tornou-se real.

  A caminhada cristã não é fácil, e as vezes ficamos como Noemi, amargas, sem esperança. Porém algo que aprendi nesses nove anos de caminhada é que não podemos parar de perseverar. Se acha que a vida está difícil permanecendo nos caminhos do Senhor, fora dele a vida é muito pior. Através de Jesus encontramos descanso, a verdadeira paz, e uma nova vida.

5 Aqueles que semeiam com lágrimas, com cantos de alegria colherão.
6 Aquele que sai chorando enquanto lança a semente, voltará com cantos de alegria, trazendo os seus feixes.
Salmos 126:5-6

  Esse foi um ano de muita luta para mim, perdi as contas de quantas vezes eu ajoelhei e chorei por horas, sem ao menos conseguir dizer uma palavra, esperava que Deus visse meu coração e pudesse vir me socorrer, e esses dois versículos me ajudaram muito! Me agarrei a essa promessa e hoje, passados exatos doze meses, posso ver os frutos.

  Por mais difícil que esteja a sua situação, por maior que seja a sua solidão não desista, não pare de semear, pois no tempo certo dará fruto. Se tiver de chorar, chore, mas continue seguindo em frente. Ele não te desamparará.

  As vezes acontecem situações que não compreendemos, mas para tudo tem um propósito (Eclesiastes 3:1), permaneça firme, pois ele é fiel!

Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor. 1 Coríntios 1:9


domingo, 26 de novembro de 2017

Agradeça!


  Há alguns dias foi comemorado o feriado de Ações de Graças, momento do ano em que famílias param para celebrar e agradecer pelo ano que passou.

  Hoje venho aqui contar para vocês a importância de agradecer a Deus.

  Há exatamente um ano atrás, me vi diante de uma situação que nunca tinha imaginado, perdi o chão e o que mais achava que era importante em minha vida, e nas primeiras semanas eu só conseguia questionar porque tudo aquilo estava acontecendo comigo, porque de uma hora para a outra tudo mudou, o que era tão sólido em minha vida derreteu como gelo. Realmente eu só conseguia questionar o porque coisas ruins acontecem com pessoas boas, questionava isso aos meus amigos, para mim mesma e a Deus.

  E Deus? Completo silêncio, nenhuma explicação.

  Passei dias em total tortura psíquica e emocional, até que parei de questionar o porque aquilo estava acontecendo, e decidi começar a colocar a casa em ordem. Foi então que as coisas começaram a melhorar.

  Um ano se passou, após o grande trauma, e em minha oração eu só consigo agradecer a Deus, pois apesar de ter chorado muito, eu também me alegrei muito, e através da dor me tornei uma pessoa completamente diferente de quem eu era há um ano atrás. Hoje quando vejo uma foto antes desse período eu não me reconheço, meu olhar, meu sorriso, minha aparência, enfim... tudo está diferente.

  Fora como se antes eu estivesse em um sono profundo, e então despertei para a vida. Mas claro que as mudanças não são fáceis, mas hoje, ao relembrar do que passou há um anos atrás eu só consigo agradecer a Deus por toda a mudança em minha vida, e por seu amor, por nunca ter me deixado sozinha, mesmo quando eu não podia ouvi-lo sabia que Ele estava ali.

  Amados, as vezes somos pegos de surpresa por mudanças bruscas em nossa vida, porém o Senhor jamais esquece dos seus filhos, jamais nos deixa desamparados, Ele cuida de nós. Mudar dói, as vezes somos traídos por quem mais amamos e confiamos, e ficamos sem entender o que aconteceu, ou se estamos enlouquecendo, porém através da dor e da dificuldade nosso caráter é forjado, nossa armadura é fortalecida.

  Quando nos deparamos com a adversidade é o momento que temos de superar a nós mesmos, ficar cada vez mais forte e crescer, espiritualmente, emocionalmente e profissionalmente.

  Você pode pegar as ruínas do seu castelo e construir algo ainda mais belo, ou manter a destruição, a escolha é sua, e espero que decida por construir um castelo ainda mais belo.

  Hoje agradeço a Deus pela mulher que me tornei, por tudo o que ele me tirou e tudo o que ele me deu nesse último ano, alguns. Alguns diriam que esse foi o pior dos anos, porém agradeço a Deus por tudo o que vivi, e posso dizer com certeza que esse foi o melhor de todos, não pela ausência de sofrimento ou choro, mas pela oportunidade de crescimento, amadurecimento, por ter me tornado uma mulher mais forte, mais feliz, resiliente e grata.

  Seja grata pela sua história de vida, é por causa de suas dificuldades e vitórias que você se tornou quem é, quando a dificuldade chegar, saiba que em breve você colherá o bom fruto também.

  Aproveite essa época do ano, faça uma análise de si mesmo e uma oração a Deus, agradecendo por tudo o que viveu nesse ano. Tenha sido bom ou ruim, tudo tem um propósito. Não desanime!


domingo, 29 de outubro de 2017

Dica de viagem: Paraty - Parte 1

  Olá, queridos!

  Nesse post contarei a vocês um pouco da minha experiência em Paraty.

  Para quem é novo no blog eu compartilho aqui algumas experiências vividas em minhas viagens, você pode conferir algumas delas clicando nos links : Arraial do Cabo , Ilha Bela , Cruzeiro e Campos do Jordão.

  Nesse mês tive a oportunidade de conhecer Paraty, no Rio de Janeiro, uma cidade muito bonita e cheia de história, contarei sobre essa experiência em três posts para este não ficar muito extenso, um falando sobre a cidade, outro dedicado apenas sobre as praias que visitei e um último a respeito da pousada maravilhosa que me hospedei.


  Paraty é considerada um patrimônio histórico nacional, passear pelo centro histórico te faz sentir estar em uma outra época, as construções antigas continuam muito bem conservadas, porém andar por essas ruas de pedras é um grande desafio.

  A cidade foi fundada em 1667 em torno da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, que está localizada logo após a ponte, bem na entrada do centro histórico. No século XVIII destacou-se pelo transporte de pedras preciosas extraídas de Minas Gerais e levadas até Portugal, porém descobriu-se um novo caminho direto do Rio de Janeiro, o que levou a cidade a um grande isolamento Econômico.

  A cidade tonou-se polo turístico nacional após a abertura da estrada Paraty-Cunha e Rodovia Rio-Santos, impressionando a todos pela boa conservação das construções.

Tirei essa foto em cima da ponte que liga o centro histórico ao resto da cidade.Detalhe para os restaurantes super charmosos a beira do canal. 
Essa foto também foi tirada em cima da ponte.
  Um ponto muito curioso é a influência da Maçonaria na cidade, logo na entrada de Paraty há um grande monumento com o símbolo que representa a Maçonaria. Porém também é possível observar essa influência nas construções do centro, com imagens geométricas no alto das casas, elas também foram influenciadas pela invasão da maré e cultura do café, sendo regulamentadas por lei, e quem não seguisse as regulamentações de construção poderia pagar multa ou até mesmo ser preso.


  A entrada no centro é fechada por uma corrente, para impedir a passagem de carros no local, o que ajuda a preservar o encanto e as pedras "pés-de-moleque". E por falar nelas, preciso ressaltar que é muito difícil andar por elas, enquanto caminhava me peguei pensando em como pessoas com dificuldades motoras e problemas de mobilidades podem visitar o local.

  Enquanto andávamos pelas ruas, eu e minhas amigas tivemos a infelicidade de perceber que as ruas próximas da praia estavam cheias de caranguejos escondidos em buracos entre as pedras "pés-de-moleque". Quando vimos a grande comunidade de moradores nesse local nós sentimos uma imensa vontade de "criar asas" e sair voando daquele local para não pisar em nenhum dos bichinhos, hahahaha.





  Infelizmente não tirei fotos a noite, pois estava apenas com a câmera do celular e a qualidade das fotos noturnas não eram as melhores. Todas essas casas das fotos a noite abrem como restaurantes, lojas de presentes e artesanato.

  Por falar em restaurantes, eles são incríveis e muito charmosos. No site da cidade é possível encontrar a descrição e fotos de alguns deles, para mais informações clique aqui. A noite em Paraty realmente é muito agradável, as casas ficam iluminadas, as ruas ficam cheias de turistas, mesas de bar, artistas de rua tocando música ou apresentando seus poemas.




  Enquanto curtíamos a noite sentamos numa mesa na rua e alguns artistas vieram nos apresentar seus trabalhos e vende-los, assim que a primeira pessoa se apresentou como artista plástica, confesso que  pensei "ai, agora ela vai ficar aqui tentando nos vender até amanhã", e fui surpreendia. Claro que os artistas tentam vender a sua arte, mas fazem isso de modo legal e respeitoso, não como os ambulantes da 25 de março dos quais estou acostumada. Todos que vi se apresentavam, contavam de qual cidade eram, falavam um pouco do seu trabalho e os mostravam, e eram coisas realmente muito bacanas e diferentes, como poemas e instrumentos musicais que eu jamais havia visto.

  No site da cidade você encontra a apresentação de indicação de alguns ateliers, para conferir clique aqui.




   Queridos, nas fotos parece que a cidade estava vazia, mas é apenas uma ilusão, risos. Eu tive que esperar algum tempo para conseguir tirar essas fotos sem uma dezena de pessoas junto.


     Além da influência maçônica na arquitetura, podemos observar também a influência católica, vinda de Portugal. O centro histórico de Paraty conta com quatro igrejas, cada uma sendo destinada a uma camada da população.

  A foto acima é da Igreja Nossa Senhora das Dores, também conhecida como capelinha, localizada na Rua Fresca, foi construída em 1800 por mulheres aristocratas de Paraty e conta com um cemitério no pátio interno. Para saber mais sobre sua história e características clique aqui.

 Claro que há muito mais sobre a cidade, porém essas foram as minhas impressões sobre o local. De modo geral essa é uma cidade que vale a pena conhecer e que nos surpreende por sua história, beleza e conservação. Pretendo voltar mais vezes.