quinta-feira, 29 de março de 2012

O que está acontecendo?


  E continuamos nós a tentar nos acostumar com as mudanças em nossa vida e nosso caráter. Agora a pouco estava pensando sobre minhas amizades, e como elas mudaram no decorrer de seis meses, não que eu tenha brigado com meus amigos, ou resolvido me afastar, mas para ser sincera, nem eu mesma sei o que aconteceu.

  Talvez tenha sido a minha viagem que me fez ficar algumas semanas afastadas deles, e depois que retornei reservei primeiro alguns finais de semana para matar a saudade da minha família.

  Foi como se em um dia eu fosse de certa maneira dependente daquele grupo de amigos para sair e me divertir, e no outro dia derrepente já não precisava somente deles para sair, o que eles faziam já não era tão engraçado e algumas vezes para mim eram coisas bem infantis e sem graça das quais não me atraiam.

  Fiquei buscando em minha alma o que havia de errado comigo, o porque passei a sentir essas coisas novas, procurei em minha alma o que poderia ter causado isso e não encontrei, orei a Deus e ele me respondeu " faz parte do seu crescimento".

  Já passei por situações das quais convivia com pessoas que jurava jamais me distanciar e simplesmente acabamos não tendo mais tanta afinidade quanto antes, mas quando estamos em um novo círculo de amizade, não paramos para pensar que isso pode acontecer novamente, e a má notícia ou talvez boa, é que isso irá se repetir muitas vezes na vida. Faculdade, trabalho, mudança de setor no trabalho, mudar de cidade, igreja, novas pessoas, amizades que construímos e outras que não acabam, mas se transformam, derrepente não estão mais tão presentes na nossa vida mas o amor contínua o mesmo, o muro de amizade que construímos continua intacto, só que os tijolos que são acrescentados no muro são adicionados com distancia de tempo maior do que antes.

  Construir novas amizades, estar em novos ciclos sociais faz parte dessa faze de amadurecimento que tantos como eu, estão enfrentando. Tenho que admitir que é estranho você olhar para amigos seus e não ter mais tanta afinidade, ou aqueles que antes estavam em seu cotidiano não estarem mais tão presente.

  Todo esse processo é estranho para nós, mas Deus nos ajuda a cada dia, a cada situação a dar mais um passo em nossa vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário