terça-feira, 9 de outubro de 2012

Nota sobre o texto "Disney e suas Princesas"


  Olá queridas, tudo bem?

  Poucos dias atrás eu postei um texto com o título "Disney e suas Princesas", ele foi bastante visto, compartilhado e comentado, porém, infelizmente algumas pessoas não conseguiram entender qual fora a mensagem que quis transmitir através do texto.

  Primeiramente, o blog Cortando as Tranças foi criado para ajudar jovens e adolescentes que estão passando por esse momento de amadurecimento, compartilhando algumas experiências e palavras da Bíblia e em nenhum momento desse projeto coloquei como um dos objetivos do blog usar desse espaço para me beneficiar, fazer marketing pessoal ou muito menos "cantar" ou me declarar para alguém. Quem me conhece sabe que não gosto de fazer essas coisas a frente de pessoas conhecidas quanto mais lançar coisas da minha vida pessoal na internet e no Cortando as Tranças do qual foi criado para abençoar vidas e não usar para "falar tudo o que eu sinto mas não tenho coragem ao carinha que gosto", JAMAIS! Mais uma vez, quem me conhece sabe que não gosto de falar da minha vida pessoal, então com certeza não exporia ela aqui.

  Para as pessoas que não entenderam a mensagem do texto "Disney e suas Princesas" eu quis mostrar as outras pessoas os efeitos negativos que as histórias de contos de fadas trazem para a vida de uma garota que cresce assistindo, consumindo os produtos e aprendendo os princípios dessas histórias com a sociedade.

   Recebi muitas respostas sobre o texto de mulheres concordando, comentando e contando experiências sobre o tema, porém infelizmente um grupo pequeno pensou que eu estava mandando indiretas para fulano e ciclano enquanto me referia dos príncipes das histórias. Achei esses comentários e "achismos" assim como toda fofoca completamente desnecessários e sem nexo nenhum, mas como todos já sabem, as pessoas gostam de fofocar, aumentar e inventar histórias que não existem. Não gostaria de estar postando essa nota sobre um post que é um dos meus favoritos, mas julguei necessário para "esclarecer as dúvidas" de quem achou que eu estava usando o Cortando as Tranças como marketing pessoal.

  Aos que tem uma imaginação fértil a ponto de interpretar o texto de maneira su-real oro para que usem essa criatividade para alargar as estacas do céu e não para a fofoca, e aos que entenderam verdadeiramente a mensagem do texto, espero que tenham sido abençoados.

  Deus abençoe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário