quarta-feira, 19 de outubro de 2016

O que eu aprendi vendo uma discussão dentro do onibus

Hoje enquanto eu voltava do trabalho uma mulher tentou recarregar o bilhete único dela na máquina que fica ao lado da catraca, porém estava sem sistema e não foi possível. Tal moça ficou furiosa e começou a gritar com a cobradora dizendo que ela não servia para nada, entre outras coisas.

A cobradora tentou acalmar a mulher, dizendo que não tinha culpa, mas mesmo assim continuou a ser ofendida. Até que uma outra passageira deu uma tremenda lição de moral na que gritava, ela disse que não precisava gritar e ofender uma outra pessoa que estava ali trabalhando, e que ela poderia ir de carona, era só explicar a situação com jeito ao motorista.

Nesse momento eu já estava falando comigo mesma: "é isso ai moça, isso mesmo! Mostra para ela como se faz!"

A outra irritada disse que não precisa que ninguém ajudasse ela, que não ia ir de carona e desceu do ônibus.

Observando essa situação percebi como as pessoas se colocam em posições ruins desnecessariamente. Se a moça tivesse sido mais gentil, educada e usasse as palavras "por favor" e "obrigada" teria evitado uma discussão e seguido o seu caminho tranquilamente.

Não sei o porque ela agiu dessa maneira, mas isso me fez refletir a mim mesma e as pessoas da minha vida. Tudo seria mais tranquilo e feliz se fossemos mais humildes, se nos colocássemos no lugar do outro.

Aliás, isso é o que está nos faltando; se colocar no lugar  do outro.

Estamos tão egoístas pensando em apenas o que queremos que nem nos preocupamos em perguntar ao outro se está tudo bem, muito menos usar "por favor".

Estou um pouco desesperançosa com nossa sociedade, parece que a situação piora a cada dia, o que me mantém seguindo em frente com "meu jeito diferente" é saber que ainda há pessoas que ainda tem a semente do amor dentro de si, poucas, mas ainda há.

Nenhum comentário:

Postar um comentário