domingo, 15 de janeiro de 2017

Dica de filme: Deus não está morto


  Durante a semana assisti o filme Deus não está morto 1, pela internet vi muitas pessoas comentando sobre ele, mas nunca havia me interessado em assistir antes.

  Vale muito a pena assistir, nele podemos ver histórias de pessoas que aceitaram confiar em Deus e não nega-lo, apesar das consequências.

  Porém, o que me motiva a escrever sobre esse filme é uma cena, da qual o filho rico e que despreza a Deus vai visitar sua mãe doente, ele acha que ela não consegue entender o que ele está falando, dizia como Deus podia deixar uma pessoa tão boa quanto a mãe dele doente, enquanto que ele só fazia coisas ruins e tinha tudo.

  Para sua surpresa, a senhora responde dizendo que ele estava em uma cadeia de portas abertas, que quem está nesse mundo (Satanás), dava tudo para ele, e assim ele não tinha necessidade de sair da sua zona de conforto para buscar a Deus, mas que uma hora a porta dessa cadeia irá fechar, e será tarde demais para ele.

  Sempre me perguntei porque as pessoas que não seguem a Jesus parecem ter uma vida muito mais tranquila e "melhor" do que de quem busca e segue os seus caminhos, porém pela primeira vez consegui entender. A senhora do filme está certa, pois quando tudo na nossa vida está bem, temos todas as coisas que queremos desse mundo, dinheiro, amigos, luxo, conforto, mesmo que não sejam verdadeiras, é uma situação muito comoda, porém irá chegar o tempo em que Jesus voltará para buscar os que são seus.

  Na Bíblia se fala muito sobre isso, sobre a volta de Cristo e se as pessoas estariam preparadas para esse momento.

Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo.
2 E cinco delas eram prudentes, e cinco loucas.
3 As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo.
4 Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas.
5 E, tardando o esposo, tosquenejaram todas, e adormeceram.
6 Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro.
7 Então todas aquelas virgens se levantaram, e prepararam as suas lâmpadas.
8 E as loucas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas se apagam.
9 Mas as prudentes responderam, dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós, ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós.
10 E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.
11 E depois chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos.
12 E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.
13 Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir. (Mateus 5:1-13)

  Amados, isso é algo muito sério!

  Devemos buscar ao Senhor enquanto podemos achar, antes que seja tarde.

"Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto" Isaías 55:6

  Isso foi o que mais me chamou atenção no filme, sei que para outras pessoas outras coisas irão tocar o coração mais forte, mas a cena que citei acima chamou tanto a minha atenção que mesmo depois de dias que assisti o filme ela ainda continua em minha mente.

  Aproveite o mês de férias para assistir filmes que edifiquem, inspirem e esse é uma boa pedida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário