quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Atualizações sobre a coelha Lili

  Olá pessoal!

  Como vocês podem acompanhar na nova tag do blog "Coelhinha Lili" e "Coelho anão" a quase três meses tenho como companheira e filha a adorável coelha Lili. Vamos aqui a algumas atualizações sobre a minha pequenininha.

  Ela entrou na adolescência a cerca de um mês e ficou bem rebelde, dando mordidinhas quando fazíamos algo que ela não queria e nos arranhando quando levávamos ela de volta para seu cantinho (área de serviço), mas como ela já está quase no final da adolescência essa fase de rebeldia também está no fim, na última semana ela parou de morder e arranhar e obedece a pequenos comandos como o de ir para a gaiola, sair de algum lugar e vir atrás de nós.

  Confesso que até pouco tempo eu tinha preconceito quanto a ter um coelho em casa, achava que este era um bichinho que não iria nos corresponder e tal, quase como um peixe, porém eu estava redondamente enganada, eles são bichinhos muito adoráveis, tem personalidade e são muito carinhosos, não posso dizer que são como cachorros, mas admito que sua personalidade me lembra muito a dos gatos.

  Indico ter um coelho anão a quem está procurando por algum animal para se ter em casa, porém não posso deixar de dizer que ele exige cuidados sim, como cortar as unhas, comprar uma boa gaiola para ele poder fazer suas necessidades, ter um espaço para que ele possa ficar solto sem correr perigo, ou seja, longe de fios e buracos onde ele possa ficar preso, pelo menos dar duas horas de atenção a ele num dia, e claro arcar com as despesas de comida, granulado, feno e verduras. Mas também tenho que admitir que se comparado aos gastos de um cachorro no mês o valor que você investe é bem menor.

  Outra coisa que me surpreendeu em ter um coelho anão de estimação foi o fato deles não federem, eu amo animais, especialmente cachorros mas vamos ser sincero, por mais que você de banho toda semana, limpe sua casa todos os dias, limpe as partes intimas do cachorro todos os dias e suas patas após levar pra passear, a casa de quem tem cachorro e o próprio cão sempre tem aquele cheirinho peculiar deles, porém o coelho não fede, a Lili está com 5 meses de vida e até hoje não sabe o que é um banho de água e sabão, porém você pode meter o nariz em meio ao pelo dela e não sentirá nenhum fedor, isso é porque assim como os gatos eles se lambem o tempo inteiro, mas mesmo assim é necessário limpar a parte intimas dele, pois se ele ficar em cima do xixi pode causar queimaduras.

  Eles são inteligentes e aprendem logo a usar apenas a caixinha para fazer suas necessidades, o melhor é colocar o granulado na caixinha, que são cubinhos de madeira que ao terem contato com o xixi ou água eles absorvem e viram pó fazendo com que não fique cheirando, e o cocô deles é durinho e não fede. Como a Lili só usa a gaiola para fazer as necessidades eu coloquei a grade em cima para que ela não tenha contato com suas fezes ou xixi.

  A alimentação também não tem muito segredo, duas vezes ao dia a ração própria para coelhos, feno disponível o dia todo (para distrair e ajudar a eliminar os pelos que eles ingerem ao ficarem se lambendo), verduras e legumes (menos alface que dá diarréia e pode matar seu coelho em 24hr) e frutas não em tanta quantidade quanto as verduras para não dar diabetes.

  Veja algumas fotos que tirei no dia em que ela chegou, ela era tão pequenina.


  Nos dias mais frios em São Paulo eu costumo deixar a caixinha dela no meu quarto e ela adora aproveitar para tirar uma soneca na minha cama.


  Vejam só como ela já cresceu e trocou os pelos.


  Esse é o espaço onde ela fica quando eu não estou em casa e como ela adora quando limpo a gaiola.


  Bem, por hoje é só. Em breve posto mais sobre algumas raças.

  Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário