quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Epidemia de gestantes

  Já há alguns meses começamos uma série de piadas no trabalho sobre uma epidemia de gestantes, parecia que a cada semana aparecia uma nova mulher ou menina grávida, espalhamos um "boato" de que um dos bebedouros disponíveis em nosso escritório era o culpado de tantos casos de gravidez e os palpites eram que havia espermatozoides na água ou que alguém havia feito um trabalho de macumba e que todas as mulheres que bebessem daquela água engravidariam, claro que isso tudo era apenas uma piada mas se tornou uma espécie de superstição no meio de quem sabia da nossa piada interna.

  Claro que nada disso é verdade, todas nós sabemos como se engravida, mas o que me chocou  e assustou mais é que essa "epidemia" não estava apenas no meu trabalho mas também na maioria das minhas amigas e conhecidas no tempo de escola, no total com as que eu tomei conhecimento são 5 que estão grávidas e mais duas que deu a luz a pouco tempo. Meninas que demonstravam-se muito preocupadas a esse respeito, uma delas é de uma família que tem muita "grana" e era bem popular em outro colégio que estudei, outra cristã, noiva e envolvida em muitos ministérios, meninas que nunca imaginei serem mães tão cedo.

  Mas não vamos ser hipócritas, isso pode acontecer com qualquer uma de nós, não me venha com coisas do tipo "meu namoro é muito santo não faço esse tipo de coisa", "eu sei me cuidar", "isso não vai acontecer comigo" ou talvez com o pior argumento de todos "ele tira antes de gozar", putz, essa última é de matar...Enfim, todas nós estamos sujeitas a passar por isso, e sabemos também que só há dois métodos para evitar isso.

  1° e mais eficaz: abster-se das relações sexuais.

  2° tomar algum contraceptivo.

  A primeira opção é a mais eficaz porém, já conheci várias pessoas que tinham isso na cabeça e cometeram um deslize (conheço uma história que foi somente um único deslize) e já foi o suficiente para o esperma encontrar-se com o óvulo e ser fecundado.

  Quem acompanha o blog a algum tempo sabe que sou cristã e o blog tem grande apelo cristão mas não vou ser hipócrita e fechar os meus olhos para essa situação que atinge tantas jovens.

  Se alguém quer fazer sexo por mais que seu pastor, seus pais e até mesmo Deus diga não e se ele não entender o porque desse não ou simplesmente não querer isso ele irá fazer e ponto final, depois de nove meses talvez tenhamos um resultado disso, o grande erro das igrejas é a religiosidade e falta de comunicação e instrução a respeito desses assuntos. Não podemos proibir alguém de fazer o que ele quer se isso não está na lei de nosso país, não podemos dar uma ordem e exigir que tal pessoa cumpra quando a mesma não faz sentido para ela ou nem mesmo sabe o porque deve obedece-la.

  Depois de muito tempo em cegueira, e com algumas cicatrizes de uma seita que se chama de igreja da qual fui membra alguns anos, coloquei em meu coração que as pessoas não devem simplesmente ditar o que você pode ou não fazer, seguir um sistema, um clube, mas você deve procurar Deus e a Palavra dEle.

  Mas voltando ao assunto da gravidez, se você jovem está querendo começar a vida sexual não inicie-a sem antes procurar um médico, converse com seus pais ou se não se sentir confortável com essa ideia e for maior de idade, vá á um posto de saúde e marque uma consulta, peça informação, eles sempre dão e há palestras e grupos que ensinam muita coisa sobre o assunto.
 
  Está subindo pelas paredes, está soltando faiscas e não quer mais esperar? A opção é sua, mas faça sexo sempre com camisinha para evitar doenças e gravidez e faça uso e outro método contraceptivo para garantir a segurança. Existem vários deles como por exemplo:

  Injeção trimestral: é uma injeção que você toma a cada três meses, ela tem muito hormônio os médicos dizem que quem a usa engorda alguns quilos.

  Injeção mensal: injeção que você toma mensalmente, essa por conter apenas um hormônio não te faz engordar.

  Pílula: todos os dias no mesmo horário você toma um comprimido, bom para quem tem medo de agulhas mas terrível para quem é esquecida, um dia que você esquece o horário e você está desprotegida o mês todo.

  Tem outros métodos, mas esses três são os mais usados pelas mais jovens.

  Deixo aqui um aviso, a maioria de vocês já deve ter ouvido falar da pílula do dia seguinte, essa pílula é para ser usada em caso de emergência, ou seja, aquela hora que você não conseguiu se segurar, não usou camisinha e não faz uso de nenhum contraceptivo. Ela é muito forte, uma pílula dela é equivalente ao uso de um mês de anticoncepcional, ela tem efeitos colaterais como enjoos, espinhas e quem tem problema de coração deve ficar esperto. Essa pílula só pode ser usada no máximo a cada seis meses, se usada mais do que uma vez dentro de seis meses ela não faz efeito nenhum, ou seja...você corre um grande risco de engravidar. Estou escrevendo sobre ela em vermelho pois conheci dois casos de meninas que não sabiam dessa informação e agora são gestantes, então fica meu apelo a vocês que querem ou pensam iniciar a vida sexual e não tomam nenhum remédio, não use essa pílula com um intervalo menor do que seis meses!! 

  Isso é um assunto sério, pois filho é para a vida toda, bebês são lindos mas no momento certo, muitas vezes um filho agora lhe trará além de abandono dos estudos, pode acabar com seu relacionamento, te trazer muitas mágoas, ser expulsa de casa ou brigar com seus parentes. Então seja responsável e pense muito bem antes de fazer, não haja por impulso e se não resistir procure um médico ou conte a alguém maduro e de confiança.


  E as que já esperam por seu baby, espero que tudo ocorra bem e que Deus continue sempre ao seu lado e você esteja sensível para ouvir e reconhecer a voz dEle.

  Confira um link de um blog muito legal que eu acompanho chamado Salve meu Casamento, o link é de um post chamado "Posso transar antes do casamento?" http://salvemeucasamento.blogspot.com.br/2012/05/posso-transar-antes-de-casar.html

  Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário