terça-feira, 17 de julho de 2012

Blog, trabalho, faculdade e afins.


  Olá meus queridos, tudo bem?

  Aqui estou eu novamente, e vejam só que surpresa boa, estou escrevendo pela terceira vez na semana! Sim, estou muito feliz com isso, porque a um tempo atrás as postagens por aqui eram diárias, porém com a correria do meu dia a dia eu mal estava conseguindo passar por aqui, mas depois me comprometi com Deus, com vocês e comigo a postar pelo menos uma vez por semana.

  Agradeço a todos vocês que sempre acompanham o blog por continuarem fiéis e por o compartilharem e falarem dele nas redes sociais, continuo recebendo vários recados e e-mails com testemunhos de leitores falando como o blog tem abençoado o dia a dia deles e pedindo (ou talvez até exigindo) para eu não parar de escrever. Obrigado a todos vocês! Deus sabe o quanto fico feliz cada vez que respondo a um e-mail de um leitor.

  Já faz um tempinho que não escrevo na tag Dani Fernandes não é mesmo? Pois vamos para as atualizações!

  Comecei a trabalhar a quase dois meses, trabalho igual um peão, final de semana e feriado nem sei mais o que são, vida social? O que é isso? Hehehehe. Sim, sinto falta de passar meus finais de semana curtindo com os amigos e os feriados deitada na cama curtindo uma lazy infinita, mas admito que estou gostando muito de estar trabalhando novamente, é tão bom se sentir útil!

  Daqui algumas semanas começam minhas aulas na faculdade, estou ansiosa e com um pouco de medo, não por conhecer novas pessoas, mas por não conseguir ir bem nas matérias, também estou ansiosa para ver como vou organizar meus horários, me dividir entre estudos, trabalho, família e amigos (ó Deus, me ajuda!), mas para ser sincera estou me divertindo com tudo isso.

  Eu tinha o Blog da Dani já alguns anos, e o Cortando as Tranças surgiu para deixar aqui algumas experiências que eu teria quando estivesse passando por esse momento, o momento de crescer, tornar-se uma mulher com responsabilidades, mas mesmo assim não deixar de ser a menininha que sempre fui.

  Quantos de vocês tem passado por essa mesma fase?

  Ah, antes que eu me esqueça, a foto acima tirei num dia desses antes de ir ao trabalho, vejam só minha cara de trabalhadora....uma perfeita nerd! Aliás, esse é um assunto que quero abordar aqui rapidamente, nesse post mais rapidamente, mas pretendo escrever algo mais aprofundado sobre aceitar quem você é. Eu sempre fui meiga, carinhosa, delicada e estudiosa e a maioria das pessoas que me conhecem a pouco tempo pensam que eu só sou isso, só essa carcaça de um exemplar nerd que usa óculos e aparelho e que é uma gracinha, mas poucas são as pessoas que olham para mim e veem quem eu sou realmente ou pelo menos me perguntam porque eu sou assim. As pessoas olham para a minha carcaça e acham que eu sou sempre aquela menininha doce e inocente que eles vem, acham que nunca vivi nada de muito emocionante ou preocupante na vida, hump....mal sabem!

  Mesmo já tendo passado por MUITOS desafios na vida, não deixei para trás ( e nem pretendo) o meu jeito de ser, minha essência, sempre fui carinhosa e delicada, e não vou mudar isso só para parecer mais forte para os outros. E você que está lendo esse texto, quantas pessoas a sua volta só enxergam a sua carcaça? Isso não te irrita também?

  Falando em coisas que irritam...alguns meses atrás uma amiga disse que se eu já me incomodava com as cantadas que eu recebia enquanto era menor de idade, para eu me preparar para quando eu completasse a maior idade, pois todos aqueles que não me cantavam antes pois tinham medo da lei, iriam começar a "cair em cima", pois é, tem sido assim, e como me irrita me deparar com pessoas que olham pra mim como se estivesse vendo uma deliciosa lasanha! Esses carinhas não veem que mulher (ou pelo menos as que se dão valor) querem ser amadas e cuidadas e não usadas como um objeto? Aliás esse assunto merece um post exclusivo não é mesmo?

  Por hoje é só queridos, afinal o post já está ficando grande e sei que alguns não vão querer lê-lo até o final, espero postar aqui novamente até o final da semana.

  Até!

Nenhum comentário:

Postar um comentário