quarta-feira, 2 de maio de 2012

Odeio festa de aníversário



  Hoje o tema será festa de aniversário, quem aqui nunca teve uma festa só para você para comemorar mais um ano de vida?

  Quando eramos crianças tudo era festa, não tínhamos nenhuma noção sobre quanto nossos pais gastavam em dinheiro e trabalho para fazer aquelas festas cheias de balões e pedaços de isopor grudados na parede com fotos do nosso desenho ou personagem favorito, tudo era mágico para nós crianças, nossos amiguinhos correndo de um lado para o outro, refrigerantes caindo no chão e crianças que passavam correndo em cima do líquido sem se importar com o rastro preto e grudento que deixavam, pais orgulhosos por estarem conseguindo mostrar aos parentes e vizinhos como eles são ótimos em organizar festas e se sentem como celebridades por algumas horas.

  Mas com o passar dos anos, para poder ter AQUELA festa é necessário gastar muuuito mais dinheiro, e ainda assim terão pessoas que sairão reclamando de algum detalhe da festa, realmente porque estava faltando algo ou por pura inveja. E ai paramos para pensar, vamos gastar um dinheirão para fazer A festa, e quem serão os convidados? Há aqueles que você realmente quer que vão, e aqueles que você tem que chamar, mesmos aqueles que sabemos que não gostam da gente de verdade, mas são convidados só para não ficarem "doídos", sempre fica alguém de fora, do qual fica muito magoado com você.

  A realidade é que temos amigos de verdade, amigos de "oba oba" (os que só aparecem nas horas boas) e temos família (aqueles que mesmo tendo alguns desentendimentos sempre estão ao seu lado) e parentes (aqueles que quase nunca estão presentes na nossa vida, e alguns deles apenas fingem que se importam com a gente, apenas para desempenhar seu papel de família). E quais desses grupos deveriam ser convidados para sua festa? Todos, uns são porque você realmente quer e outros porque você deve convidar, pois mesmo que você não tenha afinidades com eles, você ainda os ama, e quer que eles participem (oh, que lindo isso não é mesmo?).

  Não, não tive nenhuma trágica experiência em uma das minhas comemorações de aniversário como a menina da foto acima, mas pequenas situações, algumas até mesmo curiosas me fazem evitar comemorações no meu aniversário.

  Como por exemplo, quando os pais corujas resolvem fazer o bolo com aquele "plastico" comestível com o rosto do aniversariante, acho super engraçado e ao mesmo tempo esquisito e medonho as crianças e familiares gritando para quem está cortando os pedaços do bolo "eu quero o olho dele!", "eu quero o nariz", "tia, tia me dá o pedaço da boca dele?". O que é isso? Uma espécie de canibalismo? kkkk

  Quando seus tios de meia idade ficam bêbados e começam a dançar de uma maneira bem louca, e acabam caindo, derrubando coisas e se sentem os garanhões "na flor da idade", e as tias? Estão falando mal de suas outras tias que não estão na mesma rodinha, e de suas primas. Os primos da mesma idade ou estão brigando com suas primas ou estão paquerando elas, há também os agregados, que trazem amigos, dos quais você nunca viu na vida, e esses fingem serem seus amigos de infância, a vizinha que passa quase o ano todo fofocando de você também vai a festa, e elogia tudo, mas você sabe que no dia seguinte ela vai comentar como o frango da empadinha parecia estar estragado.

  Aaah, que cenário mais lindo! É...quando nós somos crianças tudo nos é mágico, mas quando crescemos e passamos a entender e observar mais as atitudes das pessoas vemos coisas que seriam melhor não serem vistas.

  Mas calma, nem tudo é um pesadelo numa comemoração de aniversário, há a presença das pessoas queridas, estar em comunhão com eles, ter boas lembranças, se sentir querida e importante, e é por todas essas coisas boas em se ter uma festa que depois de bons anos, resolvi comemorar meu dia! Afinal 18 anos só se faz uma vez não é mesmo? Mas espera ai, 20,15 e outros só fazemos uma vez também, mas certas idades representam o início de uma nova fase na nossa vida, e essa é apenas uma das.

  E vocês? Gostam de festas de aniversário?

Nenhum comentário:

Postar um comentário